Como a Igreja Católica construiu a civilização ocidental

Código: UJCVRH8AH
Ops! Esse produto encontra-se indisponível.
Deixe seu e-mail que avisaremos quando chegar.
Se perguntarmos a um estudante universitário o que sabe do contributo da Igreja Católica para a sociedade, a sua resposta talvez se resuma a uma palavra: «opressão», por exemplo, ou «obscurantismo». No entanto, essa palavra deveria ser «civilização».
 
O autor destas páginas, Thomas Woods, doutorado pela Universidade de Columbia, mostra como toda a Civilização Ocidental nasceu e se desenvolveu apoiada nos valores e ensinamentos da Igreja Católica. Em concreto explica, entre muitas outras coisas:
 
• Por que o milagre da ciência moderna e de uma filosofia que levou a razão à sua plenitude só puderam nascer sobre o solo da mentalidade católica;
 
• Como a Igreja criou uma instituição que mudou o mundo: a Universidade;
 
• Como ela nos deu uma arquitetura e umas artes plásticas de beleza incomparável;
 
• Como os filósofos escolásticos desenvolveram os conceitos básicos da economia moderna, que trouxe para o Ocidente uma riqueza sem precedentes;
 
• Como o nosso Direito, garantia da liberdade e da justiça, nasceu em ampla medida do Direito canônico;
 
• Como a Igreja criou praticamente todas as instituições de assistência que conhecemos, dos hospitais à previdência;
 
• Como humanizou a vida, ao insistir durante séculos nos direitos universais do ser humano – tanto dos cristãos como dos pagãos – e na sacralidade de cada pessoa.
 
Num momento em que se propaga uma imagem da Igreja como inimiga dos progressos da ciência e da técnica, e da liberdade do pensamento, este é um livro que desfaz preconceitos, corrige clichês e ensina inúmeras verdades teimosamente omitidas no ensino colegial e universitário.
 
Autor Thomas E. Woods Jr.
Edição 10º
Páginas 288
ISBN 9788574651255
Formato 21 x 14
Editora Quadrante

Produtos relacionados

Pague com
  • Pagar.me
Selos
  • Site Seguro

Editora Cléofas Romeiro Aquino LTDA - EPP - CNPJ: 02.977.567/0001-48 © Todos os direitos reservados. 2020